Gestão voltada para resultados

Gestão da qualidade com exemplo. Planeje-se!

Ao ouvirmos a palavra qualidade logo vem a nossa mente o pensamento de algo bem feito. Para clarificar se um projeto e seus produtos estão sendo bem feitos, ou seja, com qualidade, formulamos 4 perguntas, caso respondidas, permitirão chegar à um conjunto de informações que irão ajudar na criação de um plano de gerenciamento da qualidade. Com um plano de gestão da qualidade perceberemos de forma qualitativa e quantitativa se o projeto e seus produtos estão sendo entregues com qualidade ou não. Também disponibilizamos para download um documento exemplo de um plano de gerenciamento da qualidade.

 
gestão da qualidade, gestão da qualidade

Qualidade também se planeja, gestão da qualidade


 

Planejando a gestão da qualidade com 4 perguntas!

A seguir formulamos 4 perguntas que ajudarão a criar um conjunto de informações para a criação do plano de gerenciamento da qualidade de seus projetos.

 

1º  O que queremos entregar?

 

Para medir a qualidade de um projeto ou produto temos que saber o que queremos entregar. Uma maneira de descrever o que queremos entregar é definindo o escopo do projeto, assim como o exemplo descrito por nós no material Especificação de escopo do projeto na prática. Como retratado no post citado, o Guia PMBOK possui o processo “Definir o Escopo” e nele há um conjunto de saídas que ajudam a entender o que queremos entregar, inclusive a especificação de escopo do projeto.

 

2º  O que pode dar errado?

Também é importante saber dos riscos que o projeto está relacionado e assim entender os problemas que podem acontecer. Prever os riscos ajuda a prever soluções e isso é fundamental para a tomada rápida de medidas mitigatórias. No post Porque a gestão de riscos pode salvar a sua empresa mostramos alguns tipos de riscos que enfrentamos no dia à dia das empresas e também um modelo que ajuda a classificar os riscos conforme a sua frequência e impacto ao projeto.

 

3º  O que fazer se algo der errado?

Como citamos é importante ter atitude caso algo saia do trilho. Será muito mais fácil tomar uma atitude se tivermos classificado possíveis riscos e as medidas a serem tomadas para cada um dos riscos previstos. Veja no post Gerenciamento de Riscos em 3 passos como identificar, classificar e responder aos riscos.

 
Gestão da qualidade e Exemplo de um item de nosso plano e ações de resposta aos riscos

Exemplo de um item de nosso plano e ações de resposta aos riscos

 


4º  Com qual frequência iremos medir nossa gestão da qualidade?

Com esse conjunto de informações estabelecidas nas perguntas anteriores está na hora de definir com que frequência vamos medir a nossa  gestão qualidade, ou seja, com que frequência iremos dar entrada em nossos indicadores e verificar se as metas estão sendo atingidas.  Periodicamente cada requisito deverá ser avaliado e também ser verificada a necessidade de mudanças no plano de qualidade. Estas atividades serão acompanhadas pelo gerente de qualidade e quaisquer necessidades de mudança deverão ser discutidas com o gerente do projeto e com o responsável pela área/departamento do requisito em questão.

   

Agora baixe nosso exemplo onde dividimos os requisitos da qualidade e sua avaliação em duas tabelas, sendo uma para o projeto e outra para o produto do projeto. Ambas irão considerar os indicadores de qualidade, as métricas e as metas para cada um.

 

Baixe nosso exemplo de um plano de gerenciamento da qualidade!

 

Não deixe de fazer essas perguntas no seu dia dia e planejar seu plano de gerenciamento da qualidade. Como mostramos a gestão da qualidade de seus projetos e produtos surgirá com um planejamento adequado, pensando no que será entregue, os riscos e as medidas a serem tomadas quando algo estiver fora do desejado. Lembramos que há muito mais em nosso blog. Vá ao campo de pesquisa e digite indicadores, qualidade ou outro assunto desejado, que você terá acesso a conteúdos criados por nós para melhorar sua performance organizacional.

Autor


Avatar

Victor Otávio Peter Keunecke

Analista de Sistemas HINC Formado em Ciências da Computação UFSC e MBA em Gestão de Projetos pela FGV.