Projetos eficientes

Gráfico de Gantt na Gestão de Projetos com Exemplo Prático

O Gráfico de Gantt ou Diagrama de Gantt é uma ferramenta que dos meados de 1890 até os dias atuais vem sendo usado como recurso para ajudar a planejar, controlar e analisar atividades e processos nos mais diversos segmentos. Mesmo sendo uma ferramenta com mais de 100 anos de existência, o gráfico de gantt ainda é atual e continua sendo uma das estruturas mais utilizadas no gerenciamento de projetos por permitir, de forma ilustrativa, visualizar o avanço das diferentes etapas de um projeto ao longo do tempo.

Quem foi Henry Gantt?

Henry Gantt foi um engenheiro mecânico e consultor de empresas em processos industriais e de gestão, nasceu em 1861 em Maryland, nos Estados Unidos. Atuava na otimização de processos para o aumento da produtividade e da eficiência nas linhas de produção. Por essas e outras, sua carreira profissional o levou a trabalhar juntamente com Frederick Taylor, considerado o pai da administração científica.

Gráfico de Gantt e sua história

Henry Gantt lançou o Gráfico de Gantt (Diagrama de Gantt) para o mundo em 1903, implementando-a na indústria como forma de planejar, organizar e controlar a produção. Com a ajuda do Diagrama passou a ser possível planejar em detalhes a linha de produção, distribuindo adequadamente as atividades ao longo das horas de trabalho de cada funcionário, o que ajudava a prever o volume de peças por colaborador e por dia, garantindo, assim, que os pedidos dos clientes fossem atendidos dentro do prazo estabelecido.

Gráfico de Gantt na gestão de projetos

Em meados de 1960, o Gráfico de Gantt começou a ser usado não apenas na indústria, mas em um mercado totalmente novo: o gerenciamento de projetos. Como se trata de uma ferramenta bastante visual e de fácil compreensão, o diagrama passou a ser usado para ajudar a determinar o caminho crítico de projetos.

Com a ajuda do Gráfico de Gantt, os gerentes de projetos podem identificar com precisão tanto o início como o término de cada atividade, assim como as folgas, os gargalos, as interdependências e o progresso das atividades, de forma a tomarem decisões mais assertivas em relação à execução dos projetos desenvolvidos. 

O responsável pela gestão de projetos deve ter uma ideia geral de todos os processos que serão realizados, sabendo quanto tempo cada um deles deve tomar, quais as tarefas envolvidas e quem serão os responsáveis por cada uma delas. Tendo isso em mente, poderá definir qual é a sequência de eventos mais produtiva, e quais dessas tarefas dependem de outras antes de serem realizadas de forma a aumentar as chances de atingir os principais objetivos do início ao fim do projeto.

Cinco partes principais

  • Tempo: O eixo horizontal principal representa o tempo do projeto. Ele pode ser dividido em horas, dias, meses, ou até mesmo anos de acordo com as suas necessidades.
  • Responsáveis:  define quem são as pessoas e equipes que serão responsáveis pelas etapas do projeto.
  • Barras: são distribuídas horizontalmente e representam as tarefas. O tamanho varia de acordo com o tempo que vão levar até que sejam finalizadas.
  • Setas: definem quais tarefas dependem da finalização de outras e quais estão diretamente relacionadas.
  • Objetivos e metas: são marcas no gráfico que definem o final de etapas importantes ou até mesmo o final do projeto. É aí que você pode ver o deadline (prazo) para manter-se dentro do seu plano de ação. 
  • Caminho Crítico:  é a série de tarefas (ou mesmo uma única tarefa) que regula a data de início ou data de término, previamente calculada do projeto. Se uma única tarefa estiver atrasada no caminho crítico, a data de término do projeto inteiro também estará atrasada. Exibir informações do projeto dessa maneira também é conhecido como método do caminho crítico do gerenciamento de projetos.


Gráfico de Gantt e Tecnologia

Hoje, com o acesso à tecnologia e o poder computacional revolucionando o mundo é possível lançar os dados diretamente em um software de gerenciamento de projetos e ainda extrair o Gráfico de Gantt em forma de relatório. 

Por exemplo o HINC  é um software que traz essa funcionalidade e dinamicamente permite inserir, modificar, visualizar e imprimir todos os dados das atividades do projeto.  Uma atividade possui informações como datas, responsáveis, prioridades, duração, percentual de execução e as suas dependências. Segue abaixo uma  imagem do uso do Gráfico Gantt no software HINC:

Gráfico de Gantt no HINC

Exemplo de uso do Gráfico de Gantt no software HINC



Baixe aqui nosso exemplo prático do gráfico de gantt 

Com o uso do Gráfico de Gantt seu time entende melhor quais são as tarefas que devem ser trabalhadas, facilita a organização pessoal, e deixa claro quem é o responsável pelo que. Assim a equipe vai melhorar a comunicação e a motivação, principalmente se for possível observar o Gráfico de Gantt atualizado, pois isso é muito mais produtivo do que fazer inúmeras reuniões para deixar o time a par do progresso do seu projeto. Quando os membros das equipes estão acompanhando o andamento das diferentes etapas, sentem-se parte de algo importante – principalmente quando enxergam a evolução de cada área rumo às metas. Facilite o gerenciamento do cronograma de seus projetos, use o Gráfico de Gantt e com ele torne o seu controle mais simples para o responsável e toda a equipe envolvida.

 

Autor


Avatar

Victor Otávio Peter Keunecke

Analista de Sistemas HINC Formado em Ciências da Computação UFSC e MBA em Gestão de Projetos pela FGV.